(31) 2516-4056 / atendimento@rhoriente.com.br

    • (31) 99791-0446

Roda da vida – Avaliação Pessoal

A Roda da Vida é um dos instrumentos de avaliação pessoal mais tradicionais.

Se você está antenado ao mundo do coaching, certamente já ouviu falar da Roda da Vida. Trata-se de uma das mais difundidas ferramentas de avaliação pessoal. Ela é praticamente onipresente no coaching de vida. Também utilizada no coaching de carreira  é sempre uma ferramenta oportuna para iniciar uma nova fase.

Mas você conhece bem esse instrumento e sabe como utilizá-lo? Embora trate-se de uma ferramenta muito popular, é comum que surjam dúvidas. Em especial por se tratar de um método tão versátil, vale à pena revisar as situações onde a Roda da Vida pode ser aplicada.

A seguir, você encontra tudo o que precisa saber sobre a Roda da Vida. Confira o conteúdo que preparamos e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto:

O que é Roda da Vida?

A Roda da Vida é uma ferramenta utilizada para realizar avaliações pessoais. O método é baseado em uma reflexão sobre as áreas fundamentais da nossa experiência diária, como relacionamentos, qualidade de vida e outros.

A Roda da Vida pode ajudar a organizar melhor a visão de vida.

Esse instrumento teve suas origens na década de 60, criado pelo americano Paul J. Meyer. Ele tornou-se famoso por seus trabalhos e livros na área de motivação e continua ativo, oferecendo palestras sobre o tema.

A estrutura da roda da vida pode ser comparada com um gráfico de pizza. O círculo é fatiado em partes, que representam cada área fundamental da vida.

O número de áreas varia conforme o modelo utilizado: o círculo pode ser dividido entre oito, dez, doze ou mais categorias. Cada uma dessas partes será dedicada a um setor da vida. A pessoa deverá, então, determinar seu nível de satisfação com cada uma dessas áreas.

A Roda da Vida oferece para aquele que a utiliza uma visão mais sistêmica de sua vida, permitindo que leve em conta alguns dos aspectos mais relevantes e que necessitam de mais atenção.

Como funciona a Roda da Vida?

Com os padrões de rotina corridos que experienciamos atualmente, é muito comum acabar negligenciando alguns setores da vida. No entanto, para alcançar a realização pessoal e felicidade plena, é preciso cuidar bem de todos eles.

Entenda como aplicar a Roda da Vida e ter uma visão mais ampla da situação atual.

A Roda da Vida é capaz de ajudar o indivíduo a visualizar, de maneira gráfica e organizada, quais são as áreas de sua vida que precisam de mais atenção. À partir disso, fica mais fácil entender o que deverá ser trabalhado.

Aplicar esse instrumento é muito fácil. Basta seguir os passos:

  • Desenhar ou adquirir um modelo impresso da roda da vida;
  • Adicionar as categorias desejadas caso elas não estejam no modelo;
  • Preencher as pontuações, trabalhando com valores de 1 a 10;
  • Refletir sobre o resultado final, identificando quais áreas precisam de maior atenção;
  • Eleger uma área principal, chamada de alavanca. Ela será o principal foco das sessões seguintes.

Traçar um plano de ação:

  • Pontuação atual: de 1 a 10 quanto você se avalia nesta área?
  • Objetivo: Qual a pontuação que você deseja alcançar nessa área a curto, médio e longo prazo?
  • Quais ações/tarefas pretende empreender para alcançar esse objetivo?
  • Prazo: Especifique um prazo para começar a agir.

Veja um exemplo preenchido da roda da vida com todos os 12 setores tradicionais:

Exemplo preenchido da roda da vida.

Com notas que variam de 1 a 10, sendo um, o valor mínimo e, dez, o máximo, a Roda da Vida é um instrumento poderoso de autoavaliação pessoal e profissional, porque permite que você analise e classifique cada uma destas áreas segundo o seu momento atual e, com base nestas informações, possa trabalhar tanto para elevar como para alinhar seus níveis de satisfação.

Como se trata de um momento de conexão com o seu eu interior, é importante que ao fazer sua Roda da Vida você seja totalmente sincero ao responder cada quesito e também esteja 100% focado nas questões que ela traz. Todo este cuidado é fundamental a que possa verdadeiramente identificar os pontos que estão positivos e aqueles onde você ainda precisa melhorar.

O resultado é uma forte representação visual de como está a sua vida em diferentes aspectos, segundo a sua própria avaliação.

As 12 áreas da roda da vida

Tradicionalmente, a roda da vida possui 12 setores para avaliação. Eles podem, no entanto, ser substituídos dependendo do objetivo do exercício. À seguir, conheceremos um pouco melhor quais são essas 12 áreas e como podem ser trabalhadas:

  1. Saúde e disposição (Pessoal)

Essa parte da roda diz respeito a sua situação de saúde atual. Aqui deverão estar inclusas avaliações sobre a saúde física, mental e emocional. Esse setor também leva em conta os níveis de disposição e motivação.

  1. Desenvolvimento intelectual (Pessoal)

Aqui será avaliada a sua satisfação com o quanto você sabe e o quanto tem aprendido. Exercitar sempre o intelecto, afinal, ajuda a manter o foco e desenvolver novas habilidades que serão necessárias no seu caminho para o topo.

  1. Equilíbrio emocional (Pessoal)

Trata-se de uma avaliação sobre o quão equilibradas estão suas emoções durante o dia ou se você experimenta muitas oscilações. Principalmente, é importante refletir se você lida bem com suas emoções (positivas e negativas) e consegue mantê-las sob controle, evitando explosões, por exemplo.

O setor pessoal inclui a saúde e disposição, desenvolvimento intelectual e equilíbrio emocional.

  1. Realização e propósito (Profissional)

Falando sobre sua profissão, o quanto você se sente realizado? Esse setor avalia seu senso de propósito e realização profissional, se você está feliz com seu ramo de atuação e emprego atual e se ela é condizente com seus valores e projetos de vida.

  1. Recursos financeiros (Profissional)

Como está o setor financeiro na sua vida? Você sente que está ganhando dinheiro o suficiente para manter seu padrão de vida e investir na sua auto melhora? Os seus ganhos financeiros estão compatíveis com as suas habilidades e entrega de valor à sociedade? Todos esses fatores deverão ser avaliados nesta seção.

  1. Contribuição social (Profissional)

Essa parte da roda está destinada à percepção do quanto sua atuação profissional contribui para a sociedade. Gerar um impacto positivo na vida das outras pessoas é um fator importante para a satisfação pessoal, deve-se refletir sobre o impacto que suas ações e seu trabalho possuem no mundo.

O setor profissional fala da realização e propósito, contribuição social e dos recursos financeiros

  1. Família (Relacionamentos)

A família é o núcleo social com o qual possuímos o maior tempo de convivência. Por isso, é muito importante pensar sobre as qualidades dessas relações e sobre como elas impactam no nosso dia a dia.

  1. Desenvolvimento amoroso (Relacionamentos)

A intimidade amorosa é importante para nosso senso de satisfação e realização pessoal. Dessa forma, essa seção do círculo está destinada à avaliação dos seus relacionamentos, além da sua autoestima e relação consigo mesmo.

  1. Vida social (Relacionamentos)

Possuir uma rede de amigos e sentir-se pertencente a um grupo social também é essencial para uma vida equilibrada e plena. Aqui, você deverá avaliar sua satisfação com seu grupo de amigos e colegas, o quanto tempo possui para passar com eles e se esse tempo é utilizado com qualidade.

O setor de relacionamentos engloba a família, vida social e relacionamentos amoros.

  1. Criatividade, hobbies e diversão (Qualidade de Vida)

Se divertir, descansar e se dedicar a coisas que você ama é fundamental para manter a qualidade de vida. Afinal, por mais que você goste do seu trabalho, ele ainda é uma obrigação: sua cabeça precisa de tempo para relaxar. Aqui, você deve avaliar se tem tempo para fazer o que gosta, se pode exercer sua criatividade e se tem acesso à entretenimento e relaxamento.

  1. Plenitude e felicidade (Qualidade de Vida)

A plenitude é o sentimento de contentamento que surge em pessoas que sabem que estão aproveitando suas vidas. Você sente que sua vida tem um propósito, que está sendo vivida com qualidade? Qual é o seu senso de organização sobre sua vida e suas emoções? Nesse setor da roda, você avaliará seu nível de autoconhecimento, felicidade e senso de propósito.

  1. Espiritualidade (Qualidade de Vida)

A espiritualidade não precisa estar, necessariamente, ligada à religião (embora a religião possa ser considerada uma forma de espiritualidade). Esse campo da Roda da Vida se refere à reflexão sobre aquilo que transcende a realidade. Trata-se de descobrir o que espiritualizada significa para você e avaliar qual é o impacto que isso está tendo na sua vida.

O setor de qualidade de vida fala sobre a criatividade, hobbies e diversão, a plenitude e felicidade e a espiritualidade.

Aplicação da Roda da Vida ao Coaching

Como trata-se de um instrumento que mobiliza a reflexão e incentiva o autoconhecimento, a Roda de Vida é perfeita para o coaching. Através dela, é possível entender melhor em que momento da vida a pessoa se encontra, tornando mais fácil identificar onde quer chegar. Além disso, também é mais simples entender quais são os passos a serem tomados para atingir essa meta.

Essa é uma ferramenta frequentemente utilizada no Coaching de Vida. Isso porque oferece uma visão ampla sobre os graus de satisfação do da pesssoa com cada uma das áreas. Com a ajuda de um profissional qualificado você obter melhores resultados, porque o Coach está preparado para te fazer pensar e te ajudar a traçar ações com resultados mais eficaz.

Sociedade Brasileira de Coaching

Alexsandra Silva – Membro SBCoaching

 


Compartilhe:

(31) 2516-4056

atendimento@rhoriente.com.br