(31) 2516-4056 / atendimento@rhoriente.com.br

    • (31) 99791-0446

O que é e qual a importância da orientação profissional?

Está terminando o Ensino Médio e ainda não decidiu qual carreira pretende seguir? Não entre em desespero! Grande parte dos jovens tem dificuldade em definir uma profissão, portanto, esse dilema não é só seu. Já que para todo problema existe uma solução, que tal procurar uma orientação profissional?
Ela é capaz de esclarecer várias dúvidas e questões sobre o assunto e, com base no seu perfil e nas suas preferências, consegue guiar suas escolhas.
Ficou curioso para saber o que é, como ela pode te ajudar e qual a sua importância? Então continue lendo este post e confira tudo sobre o assunto!

O que é a orientação profissional?

Ela nada mais é do que um acompanhamento com uma pessoa especializada a fim de esclarecer as dúvidas sobre a carreira, como informações sobre o mercado de trabalho e as profissões relacionadas.
Todas essas questões devem estar conectadas com a busca pelo autoconhecimento, compreendendo melhor suas preferências, intolerâncias, potenciais, habilidades e fragilidades.
Nesse sentido, a orientação proporciona reflexão e direcionamento e pode ser entendida como um processo de desenvolvimento pessoal e profissional.

Para que ela serve?

Durante a orientação profissional, são realizados testes e entrevistas — entre outras atividades — com o propósito de identificar aspectos que você ainda não havia notado, mas que são fundamentais para auxiliar na hora de definir sua carreira.
Assim, é possível fazer uma escolha de forma consciente, baseada nas suas preferências e limitações, o que contribui para maiores chances de sucesso.
E não pense que este tipo de acompanhamento é indicado somente para quem está saindo da escola e iniciando a busca profissional. Ele também é recomendado para as pessoas que estão insatisfeitas com o atual emprego, que querem mudar de área ou até mesmo para aqueles que desejam progredir na mesma carreira. Existem orientações, inclusive, para quem está na fase de aposentadoria. Nunca é tarde para se descobrir, não é mesmo?
Uma coisa é certa: esse tipo de orientação serve para descomplicar a tomada de decisão.

Qual a sua importância?

Devo escolher uma profissão pensando no que me dá prazer ou nas recompensas financeiras? Se eu não gostar do curso escolhido, é fácil mudar depois? Devo deixar meus pais influenciarem na minha escolha?
Em meio a tantas dúvidas e indecisões, a orientação profissional apresenta-se como uma saída para solucionar esses conflitos pessoais. Ela é muito importante para ajudar o indivíduo a conhecer melhor suas habilidades e interesses e, dessa forma, conseguir associá-los às oportunidades profissionais.

Por outro lado, é bom destacar que a escolha não precisa ser para a vida toda. As pessoas podem se redescobrir e mudar de carreira ao longo da vida. Nesse momento, a orientação também é essencial para auxiliar na reflexão dos novos propósitos e oportunidades.

Quais são seus benefícios?

O benefício mais importante da orientação profissional é o desenvolvimento do autoconhecimento. Quando nos conhecemos profundamente, é possível observar o que impacta os nossos sentimentos e, assim, conseguimos reagir melhor às diversas situações a que estamos expostos. Além disso, aprendemos a valorizar as nossas próprias habilidades e competências, o que auxilia na descoberta da nossa vocação pessoal e profissional.
Esse acompanhamento também é vantajoso porque ajuda a sanar as dúvidas sobre as diversas áreas de trabalho e ainda aponta as dificuldades futuras, logo, nos auxilia a vencer as adversidades encontradas durante a carreira profissional.
Outra vantagem do aconselhamento psicológico é possibilitar uma conversa com alguém especializado e que, ao mesmo tempo, não possua nenhum laço afetivo com o orientado, resultando em conclusões isentas de carga emocional.
Por último, como a orientação favorece uma escolha mais acertada, há uma redução nos riscos do indivíduo querer trocar de carreira futuramente.

Existe diferença entre orientação vocacional e profissional?

A vocação está relacionada ao lado comportamental da pessoa, enquanto que o profissional está associado ao aspecto mais técnico. Apesar de diferentes, os dois caminham juntos e devem ser explorados para que as decisões tenham maior êxito.
Para entender melhor essa diferença, veja que vocação é uma aptidão natural, um talento. Logo, a orientação vocacional objetiva auxiliar a pessoa a compreender o seu perfil e, a partir disso, identificar quais são as suas áreas de interesse. Geralmente, o leque de opções é bastante extenso e o jovem acaba ficando perdido com tantas possibilidades.
É nesse momento que a orientação profissional se torna necessária, pois ela vai detalhar informações sobre o mundo do trabalho, permitindo que a pessoa consiga alinhar seus talentos às possíveis profissões.
Portanto, ela não considera apenas as aptidões do indivíduo, mas apresenta as relações entre as suas características com a realidade cultural e profissional, mostrando, também, as maneiras de treinamento para aprimorar e desenvolver as habilidades necessárias.

Saiba mais sobre o nosso programa de orientação vocacional/profissional – clique aqui

Postado por Ana Flávia da Fonseca

 


Compartilhe:

(31) 2516-4056

atendimento@rhoriente.com.br